• 2012,  Textos

    Mosquitinho de Luz

    Tenho que aproveitar os resquícios da claridade do cinza claro do céu lá fora. Sinto-me em uma redoma de vidro, uma cápsula de luz fluorescente. Gosto de acreditar que sou energia, que meu corpo são zilhões de pequenos raios que…

  • 2012,  Textos

    Efeito Colateral

    Talvez a melhor comparação seja com a janela. E eu estou bem em ver a vida por ali, no instante que ainda exista, posso passar a julgar minha vida pelo o que vi, apreciar. Minha próxima meta é mais que…

  • 2012,  Textos

    Cenho

    Eu vou te contar porque parei de andar (pelo menos para frente) eu vejo seus olhos tão claros e seu cenho franzido escuro e o que eu mais quero é me apaixonar por você Você não é tão alto ou…

  • 2012,  Textos

    Demasia

    Não há jeito, temos que falar de amor. Não importa o tanto que precisei fugir, não interessa o curto convencimento de que não era de todo necessário. Mas o amor deve ser palavra, e daquelas de falar, escrever, ouvir, sentir.…

  • 2012,  Textos

    Sombra

    Aqui é você inteiro, e meus escritos sou eu, mas quando eu escrevo sobre você, eu não sei quem eu sou. Eu conheci esse lugar antes de você, não antes de você conhecer, mas antes de eu conhecer você, na…

  • 2012,  Textos

    Vô(ntade)

    Eu nunca te vi bem, de andar rápido, de correr, caminhar com a elegância que todo mundo te descreve.  Não te vi alto, esbelto, forte, charmoso, como nas fotografias. Mal te vi sorrir, de dobrar o nariz e amassar o canto dos…

  • 2012,  Textos

    emergente

    Duas lágrimas, eu contei, não caíram unidas, uma diferença de poucos segundos, estranhei o choro seco, o amor estava doendo e me consumindo, não havia nada mais que eu pudesse pensar, mal comi e tinha o olhar vago, escrevia ou…